Acesse Morro
Enem 2019

Notas do Enem são divulgadas pelo Inep; veja como acessar

Aqueles que não lembram a senha, podem recuperá-la no próprio sistema. É possível acessar o resultado também pelo aplicativo do Enem.

17/01/2020 09h16Atualizado há 4 semanas
Por: Editor Master
Fonte: Agência Brasil
18

 

Atualizada às 9h21

O Ministério da Educação liberou por volta das 8h30 o acesso aos alunos para o resultado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) na página do participante no Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). O acesso às notas é feito pela página do participante ou no aplicativo do Enem.  No Piauí, foram 95.424 candidatos fizeram as provas. 

As notas no exame dão acesso às vagas em universidades federais e a programas como o ProUni (Programa Universidade para Todos) e o Fies (Financiamento Estudantil).

O acesso exige login com CPF e senha. Para quem esqueceu a senha, o sistema permite recuperá-la -o código cadastrado é enviado para o email do participante.

Segiundo os seguintes passos:

Acessar o endereço: https://enem.inep.gov br/participante/#!/
Responder ao desafio de figuras solicitado no campo;
Inserir o CPF;
Clicar em "esqueci minha senha" no canto inferior direito da tela;
Clicar em "enviar senha";
Aguardar uma nova senha ser enviada para o seu e-mail cadastrado
Assim que tiver a nova senha, digitá-la no sistema para conferir o resultado

Os estudantes terão acesso às pontuações da redação (que varia de 0 a 1.000) e de cada uma das quatro áreas do conhecimento da prova: linguagens, ciências humanas, ciências da natureza e matemática.

Como o Enem é elaborado com a chamada TRI (Teoria da Resposta ao Item), as notas de cada área do exame não refletem apenas a quantidade de itens certos. O desempenho do participante depende também de quais questões foram assinaladas corretamente.

Dessa forma, dois candidatos com o mesmo número de acertos podem ter pontuações diferentes. Acertar questões difíceis e errar fáceis, por exemplo, pode resultar em notas mais baixas.

Para os "treineiros", aqueles que fizeram a prova e não concluíram o ensino médio em 2019, o boletim individual só será publicado em março de 2020, de acordo com o Inep.

Os participantes não terão ainda o acesso ao espelho de correção das redações, mas somente às notas. Isso deve ocorrer apenas em março.

A pontuação do Enem também pode ser usada nos processos seletivos de instituições de educação superior de Portugal.

O Inep tem acordo interinstitucional com 47 universidades portuguesas. Cada instituição define as regras e os pesos para uso das notas.

Os três principais programas do MEC com relação ao ensino superior, e que preveem o uso do Enem, já estão com os cronogramas definidos. Confira:

Sisu (Sistema de Seleção Unificada)

Sistema que concentra as vagas de instituições públicas de ensino superior oferecidas a candidatos participantes do Enem 

Inscrições: 21/1  a 24/1
1ª chamada: 28/1
Site: www.sisu.mec.gov.br

ProUni (Programa Universidade Para Todos)

Permite a concessão de bolsas de estudo integrais e parciais em cursos de graduação em instituições privadas
Inscrições: 28/1 a 31/1
1ª chamada: 4/2
site: siteprouni.mec.gov.br

Fies (Financiamento Estudantil)

O governo financia cursos em instituições privadas
Inscrições: 5/2 a 12/2
1ª chamada: 26/2

 

Fonte: Folhapress

Os quase 4 milhões de participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 terão acesso às notas que obtiveram na avaliação nesta sexta-feira(17/01). Para acessar os resultados é preciso informar, na Página do Participante o CPF e a senha cadastrados na hora da inscrição no exame.

Desde já, os estudantes podem se preparar para conferir as notas. Aqueles que não lembram a senha, podem recuperá-la no próprio sistema. É possível acessar o resultado também pelo aplicativo do Enem.

Para acessar as notas na Página do Participante, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela aplicação do exame, divulgou um passo a passo:

Ao entrar na página, logo aparece a Nanda, uma personagem digital com uma pergunta. Para avançar, é preciso responder ao desafio. Isso é feito para evitar o acesso de robôs.

 Em seguida, os estudantes devem informar o CPF e inserir a senha. Caso não se lembrem da senha, basta clicar no link “Esqueci minha senha”, que está logo abaixo do campo de preenchimento.

O sistema vai, então, pedir para o usuário escolher se a senha cadastrada será enviada para o e-mail registrado durante a inscrição ou se quer alterar o e-mail. O sistema dá uma pista para que o participante se lembre de qual e-mail foi cadastrado durante a inscrição.

Caso a opção seja por receber a senha no e-mail cadastrado, basta procurar na caixa de entrada. Se não encontrar, o Inep orienta a verificar a caixa de spam.

 

Quem não tem mais acesso ao e-mail informado na inscrição ou quiser trocar o endereço do correio eletrônico deverá responder às perguntas solicitadas a respeito dos dados informados na inscrição. Acertando todas as respostas, é só informar o novo e-mail.

 

O Inep irá, então, enviar a senha para o novo e-mail, e o participante poderá acessar as notas no exame. É possível, inclusive, consultar os resultados de edições passadas, caso o usuário tenha feito o Enem em outros anos.

 

A senha deve ser guardada em local seguro e de fácil acesso. Ela ainda será usada para a inscrição nos programas federais de acesso ao ensino superior. Na Página do Participante, os candidatos têm acesso ao número de inscrição, também usado para concorrer a vagas no ensino superior.

 

Nesta sexta-feira (17), os estudantes terão acesso à nota da redação e à pontuação de cada uma das quatro áreas de conhecimento: linguagens, ciências humanas, ciências da natureza e matemática.

Ensino superior

Com os resultados, os estudantes poderão concorrer a vagas no ensino superior público pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), a bolsas em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni), e participar do Fundo de Financiapróximo ›mento Estudantil (Fies).

O primeiro processo que terá as inscrições abertas é o Sisu. Para participar é preciso fazer a inscrição online no período de 21 a 24 de janeiro. As inscrições para o ProUni poderão ser feitas de 28 a 31 de janeiro e, para o Fies, de 5 a 12 de fevereiro.

Além dos programas nacionais, os estudantes podem usar as notas para cursar o ensino superior em Portugal. O Inep tem convênio com mais de 40 instituições portuguesas.

 

Fonte: Agência Brasil

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.