Acesse Morro
Crueldade

Adolescente de 16 anos é suspeito de matar e atear fogo em jovem e estuprar namorada da vítima

Após atirar contra a vítima, o suspeito obrigou a jovem a arrastar o corpo do seu companheiro a cerca de 10 metros do local dos disparos e em seguida ateou fogo.

09/09/2019 10h54Atualizado há 2 meses
Por: Fabrício Vieira
Fonte: Cidade Verde

Um crime bárbaro envolvendo um casal e um adolescente chocou a região de Baixa Grande do Ribeiro, a 600 Km de Teresina, neste final de semana. Com requintes de crueldade, um rapaz de 16 anos de iniciais J.C.S é suspeito de assassinar um jovem e estuprar sua namorada logo em seguida. O crime ocorreu na noite de sábado (07) e o menor foi apreendido no dia seguinte.

A vítima do estupro, uma jovem de iniciais L.F.S, de 19 anos, denunciou o crime na manhã de ontem (08), horas depois do ocorrido. Ela relatou que estava com seu companheiro Jucimar Ivo de Sousa, 19 anos, em um ponto afastado da cidade, onde teriam ido para ter um momento íntimo. Os jovens, que residiam em uma localidade a 100 km da cidade, estavam na casa de parentes. O casal tem um filho de dois anos.

“A jovem conta que eles estavam estacionados na moto, quando foram surpreendidos pelo suspeito. Ele teria ameaçado Jucimar com uma arma e o obrigado a montar dois cigarros de maconha. Ele fumou, disparou contra o braço de Jucimar, depois deu um tiro na cabeça, e ainda uma pedrada, tudo na frente da companheira do rapaz.”, informou o capitão Antônio de Oliveira, do 10° Batalhão de Polícia Militar de Uruçuí. 


Arma encontrada com roupas do suspeito.

Após atirar contra a vítima, o suspeito obrigou a jovem a arrastar o corpo do seu companheiro a cerca de 10 metros do local dos disparos e em seguida ateou fogo. “A parte do rosto estava mais queimado”, relatou o capitão da PM.

Além de assassinar e queimar o corpo da vítima, o menor é suspeito de ter estuprado a namorada de Jucimar. “Ele obrigou ela a manter relações sexuais com ele. Depois ele a obrigou a pilotar a moto até um riacho próximo onde a obrigou a lavar suas roupas. Em seguida ele a deixou em um ponto afastado e disse que a mataria se contasse a polícia”, contou o policial militar que acompanhou a ocorrência.

Após a denúncia da vítima, o menor foi apreendido na casa dele e levado para o Grupamento da Polícia Militar. No momento da apreensão, J.C.S negou os crimes. “Nós conseguimos localizar as roupas que ele usava e arma uma suja de sangue. De prova desses objetos, ele confessou o crime. Ele entregou os objetos na casa de um amigo que também foi preso”

Além da apreensão do menor, dois jovens de 18 anos foram presos suspeitos de terem auxiliado na ocultação da arma e das roupas, e na queima da moto do casal, que foi incendiada após J.C.M ter abandonado a jovem. 

J.C.S. foi levado para a Delegacia Regional de Uruçuí onde se encontra apreendido.

Estupro

Após chegar a casa de familiares, a jovem teria relatado o fato para a irmã e o cunhado, e nas primeiras horas do dia relatou sua versão à Polícia Militar.

Outro Homicídio

Em sua versão à polícia, o menor relatou, após ter confessado o crime, que teria tido uma desavença com Jucimar em uma seresta. “Essa é a versão dele, mas não podemos ter certeza”,contou. 

Jucimar trabalhava em uma fazenda e não tinha passagens pela polícia. O menor de idade vive com a avó. Ele tem passagem pela polícia por ameaças contra a mãe e é suspeito de envolvimento em outro homicídio. “Há 45 dias ele participou de um outro homicídio com facões e pedradas. É um sujeito bastante temido com envolvimento em roubos, furtos, homicídio, que infelizmente estava solto”, disse o capitão Antônio de Oliveira.

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Natalia Financeira
Blogs e colunas
Últimas notícias
Mais lidas
Anúncio